21 Jan

Ensaio e show na quadra da Tijuca

Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Tijuca

A quadra da Unidos da Tijuca receberá mais uma noite de sábado com muito samba. A banda Swing Carioca é quem abre a noite. Em seguida, acontece o show da escola com as apresentações das alas de baianas, passistas, velha guarda e os casais de mestre-sala e porta-bandeira. Tudo na voz marcante do intérprete Tinga e acompanhamento da bateria Pura Cadência, sob o comando do Mestre Casagrande. A atual vice-campeã do carnaval carioca levará para a Sapucaí o enredo "Música na alma, inspiração de uma nação", que falará sobre a música norte-americana.

Avenida Francisco Bicalho, 47 Santo Cristo Centro
R$20/30 Orientação Segura:

Uma das mais confortáveis quadras do Rio, a sede da Tijuca fica próxima à rodoviária, no Clube dos Portuários. Tem um ponto de táxi em frente, e está no caminho de várias linhas de ônibus. O estacionamento lota cedo.

21 Jan

Pagode 2 Arlindos

Lapa 40 graus

Arlindo Cruz e Arlindo Neto, formam a parceria em família. Pai e filho se uniram no projeto “Pagode 2 Arlindos” se apresenta o novo álbum homônimo em um show de muito samba e pagode de qualidade. Arlindo Cruz é, com certeza, um dos maiores artistas vivos do Brasil. Descendente de uma linhagem musical que está nas origens do samba na Casa da Tia Ciata com Donga, Pixinguinha e Joāo da Baiana, passando pelas rodas de samba promovidas por Candeia, chegando aos pagodes no Cacique de Ramos e o grupo Fundo de Quintal, Arlindo Cruz carrega com propriedade e orgulho o legado das religiões afro-brasileiras. Ele, mais do que ninguém, sabe da magia e da riqueza que há no som dos atabaques. Com mais de 500 músicas gravadas por diversos bambas do samba, Arlindo Cruz também influencia novas geraçōes de músicos brasileiros. E agora, essa herança musical vem sendo passada para o filho, Arlindinho. O repertório do show conta com canções de Arlindo Cruz, músicas de Arlindinho e sucessos de grandes nomes do samba de raiz.

A abertura do show é com a Banda Novos Tempos na gafieira moderna do Lapa 40 Graus. O repertório tem músicas de Roberto Carlos, Alcione, Emilio Santiago, Frank Sinatra, Bee Gees, Michael Jackson, Beatles, entre outros. O baile conta com a presença de dançarinos da Casa de Dança Carlinhos de Jesus vestindo camisetas com os dizeres “100% livre para Dançar”. Eles rodopiam pelo salão com os participantes fazendo um verdadeiro clima da época de ouro dos grandes encontros para bailar.

Nos intervalos os sets musicais ficam com os tops DJs, Cidinho (Nafitalina – Rádio Transamérica) e Gustavo Brasil (hip hop, black music e house).

SERVIÇO
Horário: Aulão de Dança de Salão (21h) | Banda Novos Tempos (22h) | DJs (20h às 5h) | 2 Arlindos (1h30). Censura: 18 anos. É obrigatória a apresentação de documento com foto e data de nascimento para entrar na casa. Não é permitido o acesso de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados por um adulto. Ingressos: Até às 23h: R$30,00 (Feminino) / R$ 40,00 (Masculino) - sujeito a alteração na bilheteria.

Rua Riachuelo, 97 Lapa Centro
R$30/40 Orientação Segura:

Melhor é o uso de transporte público ou táxi.

21 Jan

Ensaio na quadra da Mangueira

Grêmio Recreativo Estação Primeira de Mangueira

A história do Carnaval sobe pelas paredes do mítico Palácio do Samba, a quadra da Estação Primeira de Mangueira. Nas franjas da favela que serve de berço à escola, o lugar é mágico - dá a impressão de que a qualquer momento Cartola e Carlos Cachaça vão entrar para emoldurar, com sua música incomparável, o bailado de Neide e Delegado. O encantamento segue na vida real de um ensaio sempre lotado (com muitos turistas) e, nas noites estreladas, sob o céu que surge com a abertura do teto da quadra. Visitar o reino verde e rosa é obrigatório aos amantes do samba.

Rua Visconde de Niterói, 1072 Mangueira Zona Norte
R$40 Orientação Segura:

A quadra da Mangueira fica a cerca de 500 metros da estação de trem Maracanã e a cerca de 600 metros da estação do metrô com o mesmo nome (aqui, procurar a saída Visconde de Niterói). Táxis passam pela porta a noite inteira. Não vale a pena ir de carro.
Ao chegar, não deixe de visitar o Centro de Memória da escola. Ao sair, tome a saideira num dos quiosques sob o viaduto. A festa continua por lá até quase de manhã.