Sob a inspiração do mestre maior

Só por guardar a história da nossa maior manifestação popular, o Museu do Samba já mereceria todas as homenagens da tribo carnavalesca. Há muito mais para ver no prédio nas franjas da favela que deu ao mundo a Estação Primeira de Mangueira. Fundada em janeiro de 2001, a instituição sem fins lucrativos (inicialmente chamada Centro Cultural Cartola) reúne pessoas devotadas à causa da cultura brasileira e do desenvolvimento social. Intelectuais, artistas, produtores culturais, historiadores e formadores de opinião se uniram para promover o desenvolvimento cultural e social, proteger as tradições e preservar a memória das manifestações culturais – em especial, a que sustenta nossa grande festa.

A base é a vasta obra de Angenor de Oliveira, fundador da Mangueira e autor de um conjunto de pérolas da música popular brasileira. Sob a inspiração de Cartola, diversas obras vão sendo colecionadas, num acervo aberto à visitação.

Passeio imperdível para quem gosta de samba
Museu reúne relí­quias do mundo do samba

Mas a gente não quer só cultura. O Museu do Samba conjuga sua atuação em defesa da cultura brasileira com uma série de iniciativas sociais, que buscam combater a pobreza, a marginalização da população carente, a exclusão social e a falta de esperança no futuro. Em busca de seus ideais, dá especial atenção ao desenvolvimento de crianças e adolescentes, à inserção do jovem na sociedade e ao amparo aos mais idosos. Obediente à história de luta e superação do patrono da casa, avô da mantenedora do espaço, a incansável Nilcemar Nogueira. O mestre mangueirense se torna, assim, um exemplo a ser seguido por crianças e jovens, que encontram ali uma fonte de aprendizado, experiência e incremento de suas capacidades.

Junto, está a preservação da memória do Carnaval, pavimentando um incrível passeio pelas origens da grande festa carioca. Um passeio imperdível.

 

MUSEU DO SAMBA

Rua Visconde de Niterói, 1296
Tel.:(21) 32345777
Rio de Janeiro – RJ
email: cartola@cartola.org.br